Sem categoria

Gestor de segurança privada: o que é esperado desse profissional?

/
35 1

A gestão de ativos é uma preocupação comum de qualquer empresa que maneje o recebimento e a saída de cargas e produtos. É necessário verificar se essas cargas atendem às especificações e quantidades estabelecidas, de maneira a garantir a conformidade das operações realizadas pela organização. Nesse contexto, aparece a figura do gestor de segurança privada.

Além de verificar os produtos que entram e saem da empresa, esse profissional também é responsável por tudo o que tenha a ver com a segurança de uma organização. Entre suas obrigações, está também a proteção dos funcionários e do patrimônio do estabelecimento.

Nesta publicação, vamos conhecer um pouco mais sobre o perfil, as responsabilidades e a importância desse gestor. Acompanhe.

O que faz um gestor de segurança privada

O gestor de segurança privada é um profissional responsável por planejar, executar, controlar e melhorar todos os processos relacionados com a segurança de uma empresa. Além disso, também deve estar apto a liderar equipes e se comunicar em diferentes níveis. Entre suas principais funções, estão:

  • elaboração e implantação de planos e políticas de segurança;
  • mapeamento dos riscos aos quais a empresa se vê exposta;
  • adoção de medidas preventivas e corretivas frente aos riscos, de forma a garantir a segurança dos funcionários, do patrimônio e dos produtos e cargas;
  • administração das equipes destinadas à garantia da segurança da empresa;
  • seleção de fornecedores e equipamentos.

Em seu dia a dia, esse profissional gerencia vários tipos de recursos: humanos, financeiros e patrimoniais. Seus serviços podem ser ofertados mediante contratação formal ou como autônomo, presencial ou a distância. Entre suas competências, também está a realização de consultorias.  

Quais as características e habilidades desse gestor 

Como administrador, um gestor de segurança privada deve estar preparado para tratar de temas financeiros, legais, estatísticos, logísticos, de gestão e de comunicação. Para se formar, há duas possibilidades: estudar uma graduação em gestão de segurança privada ou complementar uma formação administrativa com cursos de especialização.

Em sua atividade diária, esse gestor deve demonstrar ética, liderança, facilidade de comunicação e capacidade de resolver conflitos. Além disso, para seguir crescendo profissionalmente, é necessário interesse em inovação e tecnologia. Todos os dias aparecem novas soluções técnicas para otimizar processos de segurança — e é fundamental estar atento a elas.

Por que esse profissional é importante em uma empresa

Em algumas organizações, a presença desse gestor é essencial. Em um cenário complexo e com muitos riscos e ameaças, a existência de um responsável pelas atividades de segurança pode ser decisiva.

Nesse sentido, um bom profissional vai garantir a conformidade e a segurança da organização, permitindo que seus funcionários desenvolvam suas tarefas sem riscos ou incidentes. Sem vulnerabilidades, a empresa estará livre para realizar suas operações com estabilidade e excelência.  

Compromisso, responsabilidade e conhecimento das melhores soluções técnicas. Essas são as principais características esperadas de um gestor de segurança privada. Bem desenvolvidas, vão ajudar esse profissional a gerar resultados positivos para a empresa, levando eficiência às operações e tranquilidade aos funcionários.

Quer acompanhar as novidades do mundo da segurança privada? Siga-nos nas nossas mídias sociais! Estamos no Facebook, no LinkedIn e no YouTube.

1 Comment
Leave a Reply

Your email address will not be published.